sábado, 1 de setembro de 2012

Deixa, deixa eu dizer o que penso dessa vida

Irei jogar palavras por aí.
As entenda como quiser.
Pois se não fizerem sentido, que ao menos causem devaneios.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email